12244261_1071125819593742_2706467456291706536_o_edited_edited.jpg

livros
Publicados

Retas que se prolongam em curvas: tensões nos usos do contexto metropolitano brasiliense

9_produto_1.jpg

O livro “Retas Que se Prolongam em Curvas: Tensões nos Usos do Contexto Metropolitano Brasiliense” traz importantes contribuições para o rol de estudos que se debruçam sobre o tema do espaço urbano na trama metropolitana da capital. Mais uma vez, a centralidade do Plano Piloto na organização socioespacial do Distrito Federal é posta em análise, mas sob uma perspectiva inteiramente nova, pela proposta de abordagem histórico-empírica, pouco utilizada nos estudos sobre Brasília. Por meio de um conjunto de investigações realizadas em diferentes contextos do DF entre 2010 e 2013, o livro problematiza o lugar do Plano Piloto nos modos de cognição, sistemas de práticas e regimes de usos do espaço de agentes e grupos sociais inscritos na trama metropolitana do DF e Entorno, analisando o(s) modo(s) pelo(s) qual(is) o Plano se constitui e atua sócio-historicamente como um signo e marco socioespacial que produz efeitos sobre a conduta e a vida dos habitantes, figurando como espécie de “a priori” da metrópole. Pouco a pouco, o texto desvela a tensão estrutural existente entre esse marco socioespacial que se impõe como “regra” da ecologia urbana e toda a pluralidade de experiências individuais e coletivas que a compõem.

Obrigado(a)!